Wooden Beads

Ponte...nas ondas!

XII MOSTRA DA ORALIDADE GALEGO-PORTUGUESA

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

 

XII MOSTRA DA ORALIDADE GALEGO-PORTUGUESA

Dentro da campanha pela inscrição na Lista Representativa da UNESCO do Património Imaterial Galego-Português, Ponte...nas ondas! realiza uma das actividades que ao longo de onze anos passados mostrou o potencial deste património nas suas diversas edições: a Mostra da Oralidade Galego-Portuguesa.

No ano 2002, no mesmo espaço cénico, realizava-se a primeira Mostra, como um dos actos de arranque do processo da Candidatura à UNESCO que em 2004 apresentaria Ponte...nas ondas! Naquela edição juntaram-se fundamentalmente músicos da Galiza e do Norte de Portugal. Desde então, este evento foi acolhendo narradores orais, portadores/as de expressões tradicionais e artistas que têm na oralidade galego-portuguesa a sua fonte de inspiração. Vigo, Paredes de Coura, Pontevedra, Melgaço, O Porriño ou A Guarda foram algumas da localidades que acolheram a Mostra. Também participaram pessoas da oralidade e da música de Portugal, Brasil, Angola, Monçambique e Galiza como Amélia Muge, Vozes da Rádio, Cantares do Minho, Augusto Canário, Socorro Lira, Alberto Mbundi, Timbila Muzimba, Xistra, Uxía, Mini e Mero, Mercedes Peón,Pancho Álvarez, etc.

A Mostra da Oralidade é um evento que reune as vozes do património inmaterial galego-português concebido para transmitir às novas gerações as expressões contemporâneas desta cultura comum. Nela juntam-se as pessoas portadoras das manifestações da cultura tradicional com artistas que baseiam o seu traballlo criativo na oralidade.

RE-TRANSMITIR O PATRIMÓNIO

Ponte...nas ondas! vem realizando ao longo de duas décadas um labor de difusão e transmissão deste património comum mediante diversas actividades como a jornada da comunición interescolar que tem na retransmissao radiofónica o seu principal meio de levar às salas de aulas estas expressões orais.

Esta XII edição da Mostra da Oralidade é um evento dirigido aos mais novos para que tenham a oportunidade de ouvir  sob diferentes sotaques as palavras do seu património comum. A narração oral, os cantos, as danças, a música, os jogos de língua e o teatro popular são alguns dos contidos que grupos galegos e portugueses desenvolverão no auditório Afundación de Vigo.

O compositor e intérprete Xoán Curiel será o encarregado de realizar um percurso pela vozes da lusofonia e achegará contos e canções de diferentes países que partilham este património comum.

O músico e actor galego Paco Nogueiras centrará a sua intervenção nas celebrações anuais ( Carnaval, São Xoán, Romarías, Samaín, Nadal ) e nos jogos populares interpretando canções com uma ampla variedade de ritmos.

A Associaçao Cultural Fértil, de Povoa de Varzim, realizará uma teatralizaçao de diversas histórias e contos tradicionais portugueses. Fértil está especializada no trabalho educativo, artístico e antropológico.

O grupo Migalhas, um dos veteranos na expressão oral em galego, interpretarão temas com jogos de língua e contarão relatos e adivinhas da cultura tradicional comum.

 

ESCOLAS

A esta actividade assistirão escolas de Caminha, Vilanova de Cerveira, Valença do Minho, Monçao, Melgaço, Salvaterra de Minho, Nigrán e Vigo.

Dia: 25 de novembro de 2014

Hora: 11.30 hs.

Lugar: Auditório AFUNDACIÓN ( Marquês de Valladares s/n ). Vigo

 

 

 

Suite Na Ponte

1 Patrimonio para o futuro


     novo logo patrimonio
   
 

 

logos15_anospremio ondas